Legendagem

Quando se fala em legendagem, costuma referir-se a dois processos que, juntos, formam uma legenda: a tradução e a marcação de tempos. A tradução consiste em texto que corresponde ao diálogo e/ou texto de ecrã e fornece a tradução do mesmo para um público que não domina a língua original. A marcação de tempos consiste na temporização da tradução de forma a que esta coincida com o texto, oral ou escrito, à medida que vai aparecendo no ecrã. Esta é a forma de tradução de audiovisuais com mais expressão em Portugal.

Por norma, as legendas contêm uma ou duas linhas no fundo do ecrã, condicionadas em número de caracteres por linha, definidos em função do tamanho do ecrã em que são exibidos, e em velocidade de leitura, ou seja, a velocidade a que um espectador lê o texto para ser capaz de o absorver todo no tempo de exposição do mesmo sem que deixe de desfrutar da imagem.

Este processo de tradução e marcação de tempos é feito em programas com funções específicas para este fim.