Eventos: Rescaldo da Conferência de TAV da APTRAD

Terminou no passado sábado, dia 11 de setembro, a 1.ª Conferência Internacional de TAV organizada pela associação de tradutores portuguesa APTRAD. A conferência, que originalmente se iria realizar em 2020, foi adiada para setembro de 2021, marcando o seu começo no dia 8, quarta-feira.

Esta conferência de TAV contou com palestrantes nacionais e internacionais, tanto da esfera académica como profissional. Houve ainda a presença de alguns dos mais conhecidos desenvolvedores de software relacionados com tradução de audiovisuais, como SDL, MemoQ, Spot, Ooona, SubtitleNEXT, entre vários outros.

Além de vários associados da ATAV terem marcado presença enquanto participantes, destacam-se ainda alguns que foram convidados para serem oradores, tais como: Cláudia Martins, docente do IPB, que falou sobre acessibilidade em Portugal; Sara Morna Gonçalves, que falou sobre a tradução de séries com terminologia técnica; Sara Ramos Pinto, que falou sobre a tradução para lá do verbal; Helena Cotovio, que ministrou um workshop sobre legendagem para surdos e ensurdecidos; Rita Menezes, que falou sobre revisão de legendagem e participou na mesa-redonda sobre o ensino da TAV, juntamente com a associada Rosário Valadas Vieira, moderado pela Maria Joaquina Marques; Susana Loureiro sobre gestão de projetos e preços; e Renato Barcelos, que ministrou um workshop sobre o software Spot e moderou a mesa-redonda sobre tecnologia.

Eis alguns comentários quanto a esta conferência de TAV:

“Um evento que juntou mais de 200 profissionais, investigadores e estudantes, dos quatro cantos do mundo, em torno da Tradução Audiovisual e que, apesar das circunstâncias, foi um êxito. Discutiu-se, planeou-se, aprendeu-se e, sobretudo, refletiu-se muito sobre o nosso mundo num quadradinho. Esperamos poder estar juntos, presencialmente, num futuro próximo, para aprofundar ideias, partilhar conhecimento e trocar experiências, porque, afinal, é disso que se trata.”

– Ana Varela, coorganizadora da conferência

Foi uma conferência de TAV internacional pensada a partir do português. Admirei a coragem de abrir portas a várias modalidades da TAV e a possibilidade de discutir tópicos relevantes num espaço de partilha entre profissionais, investigadores, professores, formadores e programadores. Falar de TAV tanto em português como inglês foi fantástico. Experiências enriquecedoras.

– Rita Menezes, oradora na conferência

Foi um caso de sucesso dados potenciais riscos do modelo online e foi uma lufada de ar fresco ao nível de partilha de experiências e conhecimento. Foi enriquecedora, sem dúvida.

– Paulo Fernando, participante na conferência

A ATAV teve o gosto de ser uma das parceiras desta conferência de TAV e de poder oferecer três passes para a mesma. Agradecemos à APTRAD por nos incluir e por organizar um evento dedicado à tradução de audiovisuais, algo que faz falta, sobretudo em Portugal. Esperamos que seja o primeiro de muitos eventos dedicados à nossa especialização.


Encontrou erros neste artigo? Fale connosco.

Deixe uma resposta